X

Produto adicionado ao seu carrinho

Produto removido!
CTeste de Texto

No TEXTO TEXTE 2setor de tecnologia, a velocidade é infinitamente maior. Foi pensando nas empresas, nos colaboradores e, principalmente nos profissionais da TI, é que criamos o Centro de Desenvolvimento Tak (CDT).


Estudos revelam que os profissionais da tecnologia da informação, não conseguem acompanhar a velocidade das atualizações tecnológicas, é humanamente impossível.


A CITRIX, diz em estudo, que o departamento de TI das empresas, precisam urgentemente passar por um processo de renovação, inclusive contratando mão de obra especializada.


O CDT, vai ao encontro dessa necessidade; temos um departamento de excelência no desenvolvimento de produtos e serviços disruptivos para a segurança física dos computadores.


O CDT, está tão à frente de seus concorrentes, que enquanto engatinham para a segunda geração de travas para computadores, a Tak Brasil, está lançando a 4ª Geração de Sistemas Antifurto para Mini PC & Mobile, produto devidamente registrado no INPI, e, já estamos desenvolvendo a 5ª Geração.


Somos a primeira empresa no mundo a desenvolver cursos, treinamentos e consultoria em Proteção Física para Hardware - ênfase no Método PSI-H.


Ajudamos empresas a capacitar seus profissionais da TI e usuários - a evitar perda, furto e roubo dos computadores, tanto no ambiente externo, quanto interno, haja vista 52% dos furtos acontecerem dentro da empresa.


O Método PSI-H


Países que passaram pela 1ª e 2ª Guerra Mundial, ou que enfrentam problemas de catástrofes naturais, naturalmente, desenvolveram a ?cultura da prevenção?, isso eu explico com mais detalhes no curso ?O Guardião dos Dados?. O fato é que os brasileiros ainda não desenvolveram a consciência em prevenção.


Somos um povo que paga para ver, somos reativos, ou seja, espera acontecer, para depois agir. Essa falta de consciência preventiva, inevitavelmente, acaba permeando as empresas, por esse motivo, os gestores enxergam prevenção como um gasto e não como um investimento.


Somos pioneiros ao criar o método de proteção para o hardware, somos os primeiros no mundo a considerar nos nossos projetos, questões antropológicas, psicológicas e comportamentais.


Todo esse know how adquirido em mais de 20 anos de experiência acadêmica e de campo, somamos as melhores práticas de segurança computacional, oriundas das maiores empresas do planeta, o resultado é o Método: Política de Segurança da Informação para Hardware (PSI-H).


O curso


Apresentamos pesquisas e estudos de fontes idôneas, de instituições renomadas internacionalmente, para corroborar com a nossa tese e, principalmente para alertar as empresas de que existi um perigo iminente ? quadrilhas especializadas em roubo e furto de computadores corporativo (sequestro de dados).


Além de trazer a luz um perigo invisível que bate à porta de todas as empresas, apresentamos soluções práticas e fáceis de serem aplicadas.


O profissional que aprende o método PSI-H, adquiri habilidades ímpares, se torna um profissional diferenciando, que por sua vez acaba sendo muito bem-visto pela empresa onde trabalha, pelo mercado e empresas concorrentes.


A Consultoria


O objetivo é identificar vulnerabilidades na segurança; o primeiro passo após identificar tais falhas, comportamentais e de infraestrutura, é classificar o nível de maturidade que a empresa tem em segurança para hardware.


Tudo é feito por meio de reuniões, entrevistas e formulários; depois de identificado os gaps e, classificado, é hora de propor o plano de ação, como o próprio nome sugere, é hora de agir - executar.


Tudo é muito simples, desde que feito corretamente; em apenas três passos, é possível mudar completamente a forma como se usa os computadores e os dispositivos móveis.


Ao criar a cultura da prevenção em uma organização, todos ganham, os usuários, por não se colocarem em situações de risco; gestores, por ter um processo mais eficaz; e por fim, a empresa, que terá redução de custos, funcionários conscientes e, principalmente uma empresa que conseguirá salvaguardar sua marca e sua reputação (LGPD, lei nº 13.709).


O treinamento


Trazendo para um contexto mais popular, jogadores de futebol profissional, treinam muito mais do que jogam, estrelas como Ronaldo, Messi e Neymar, mesmo com habilidades nata, chegam a treinar mais que seus colegas de clube ? a repetição, leva a perfeição.


Segundo o neurofisiologista da Unifesp, Luiz Eugênio Mello, o cérebro guarda apenas fragmentos das informações que recebemos, ele ainda reforça que quem tem memória é computador, nós, temos apenas uma vaga lembrança.


O nosso método, por ser algo novo e, por quebrar paradigmas, ou seja, propondo profundas mudança comportamentais, o sucesso do projeto, depende muito da
repetição regular dos protocolos de segurança (estamos em guerra).


Especialistas, dizem que para mudar a cultura de uma empresa, pode levar até cinco anos, até que isso não aconteça, é preciso ao longo desses anos, repetir por mais de uma vez o treinamento de boas práticas na proteção dos computadores ? reitero, a prática, leva a perfeição.



RECEBA DICAS DE SEGURANÇA
PARA SUA EMPRESA
Cadastrar
Remover
Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual